11/04/2018 - 16:50 - Atualizado em 12/04/2018 - 09:14

Boca seca: prováveis causas e como combater

O problema é caracterizado pela diminuição ou interrupção da secreção de saliva, que pode ocorrer em qualquer idade


Beber água com frequência ajuda a manter a salivação em níveis normais


A boca seca é caracterizada pela diminuição ou interrupção da secreção de saliva que pode ocorrer em qualquer idade, sendo mais comum nas mulheres idosas. O problema, também conhecido como xerostomia ou hipossalivação, pode ter diversas causas e o tratamento consiste em aumentar a salivação com medidas simples ou com o uso de medicamentos, sob orientação médica.

De acordo com o dentista Cassiano Scapini, do blog Tua Saúde, a saliva desempenha um importante papel na proteção da cavidade oral contra infecções por microrganismos fúngicos, virais e bacterianos que causam cárie e mau hálito.
Além de umidificar os tecidos da boca, também ajuda na formação e deglutição do bolo alimentar, facilita a fonética e é essencial na retenção de próteses.

A boca seca ao acordar pode ser um leve sinal de desidratação e, por isso, é recomendado que o indivíduo aumente a ingestão de água. Mas se nesse ou em outros casos o problema persistir, é importante procurar um médico para iniciar o tratamento adequado. Veja o que pode causar a boca seca:

Causas

• Tabagismo;
• Carência de vitaminas A e do complexo B;
• Doenças autoimunes (como lúpus eritematoso sistêmico)
• AIDS;
• Uso de remédios como antidepressivos, diuréticos, antiparkinsonianos, antipsicóticos, anti-hipertensivos e antineoplásicos;
• Radioterapia na região da cabeça e do pescoço;
• Síndrome de Sjögren;
• Tireoidite de Hashimoto;
• Alterações hormonais, como menopausa e gravidez;
• Hipotireoidismo;
• Diabetes;
• Respiração pela boca durante a noite, que gera sensação de boca seca ao acordar.

Boca seca é comum na diabetes

A boca seca na diabetes é muito comum e pode ser causada pela poliúria, caracterizada pelo ato de urinar muito. O que se pode fazer para evitar a boca seca neste caso é aumentar a ingestão de água, mas o médico poderá avaliar a necessidade da troca dos medicamentos para diabetes, dependendo da gravidade deste efeito colateral.

Boca seca é normal na gravidez

A boca seca na gravidez pode ocorrer devido a ingestão de água insuficiente porque neste período a necessidade de água no corpo da mulher aumenta, pois o corpo precisa formar a placenta e o líquido amniótico. Por isso se a mulher já bebia cerca de 2 litros de água por dia é normal que ela tenha que aumentar esta quantidade para cerca de 3 litros por dia.

Outros sintomas relacionados à boca seca:

• O sintoma de boca seca o tempo todo pode ser acompanhado ainda por:
• Lábios secos e rachados;
• Dificuldades relacionadas à fonética, à mastigação, à degustação e à deglutição. Propensão a cáries nos dentes;
• Mau hálito;
• Dor de cabeça;
• Aumento do risco das infecções bucais, causadas principalmente por Candida Albicans, pois a saliva também protege a boca contra microrganismos.


Tratamento

O profissional responsável pelo tratamento da boca seca é o clínico geral, que poderá indicar um endocrinologista ou gastroenterologista dependendo das suas causas. O tratamento para boca seca pode ser feito de forma a aumentar a secreção da saliva, como por exemplo:


• Chupar balas com superfície lisa ou chicletes sem açúcar;
• Comer mais alimentos ácidos e cítricos porque eles estimulam a mastigação;
• Aplicação de flúor no consultório dentista;
• Escovar os dentes, usar fio dental e usar sempre um enxaguante bucal, pelo menos 2 vezes por dia;
• O chá de gengibre também é uma boa opção.
Além disso, pode-se recorrer à saliva artificial para ajudar a aumentar a saliva, combater os sintomas da boca seca e facilitar a mastigação dos alimentos. O médico poderá indicar ainda medicamentos específicos para o problema.


Postado por: Comunicação/Postal Saúde
Fonte: Blog Tua Saúde
Fotos: Stock Photos