07/08/2017 - 18:09 - Atualizado em 08/08/2017 - 13:23

Postal 24h - Entrevista com Lais de Jesus, enfermeira-coordenadora do serviço

“Temos enfermeiras preparadas para o atendimento de qualidade, 24h por dia, todos os dias da semana”, afirma Lais de Jesus, enfermeira-coordenadora do Postal 24h

Desde que foi lançado como projeto-piloto no Distrito Federal, no dia 30 de março deste ano, o Postal 24h tem recebido a aprovação dos empregados dos Correios e seus dependentes no plano de saúde. (Leia também: Postal 24h – orientações que podem salvar vidas)

Os adultos jovens utilizam mais a videochamada, acionando o aplicativo pelo celular, via Internet. Os idosos preferem a ligação telefônica. De uma forma ou de outra, eles são atendidos e orientados corretamente pela equipe de plantão. Confira a entrevista:

Postal Saúde — Qual o grande diferencial do Postal 24h?

Lais de Jesus — A possibilidade de realizar atendimento em saúde, a qualquer hora, onde a pessoa estiver, através de ligações gratuitas ou utilizando o APP. Além disso, as enfermeiras são treinadas e capacitadas para sanar as dúvidas relacionadas à saúde, passando orientações confiáveis.

Postal Saúde — O serviço está funcionando como projeto-piloto no Distrito Federal. Qual a avaliação que a equipe faz do funcionamento durante esse período em caráter experimental?

Lais de Jesus — A avaliação da equipe é a melhor possível, principalmente pelos retornos positivos que recebemos dos beneficiários, que têm demonstrado estar satisfeitos e seguros com o serviço.

Postal Saúde — O Postal 24h está preparado para ser estendido, oportunamente, a outras capitais?

Lais de Jesus — Sim, com certeza! Inclusive já recebemos algumas ligações de beneficiários da Postal Saúde de outras localidades, desejando o atendimento.

Postal Saúde — Os usuários utilizam o serviço de maneira correta?

Lais de Jesus — Utilizam, sim. E quando recebemos a ligação de alguém que não conhece ou não entende o funcionamento do serviço, nós explicamos e realizamos o atendimento.

Postal Saúde — A equipe de plantão encontra algum tipo de resistência por parte de quem procura o serviço?

Lais de Jesus — Não. Tem alguns beneficiários que entram em contato solicitando prescrição de medicamentos, por exemplo, mas eles costumam entender quando explicamos como o serviço funciona, que não damos diagnósticos nem prescrevemos medicamentos. No final, eles ficam satisfeitos com as orientações recebidas.

Postal Saúde — Nos últimos três meses, quais as queixas mais comuns que chegaram ao serviço?

Lais de Jesus — Os motivos de atendimento são os mais variados, como problema no olho, dor abdominal, dor de garganta, tosse, diarreia, dor no pé, na perna e no tornozelo, entre outros.

Postal Saúde — O atendimento por telefone tem a mesma eficiência que por videochamada?

Lais de Jesus — Com certeza, porém dependendo do motivo da ligação, o fato de a enfermeira visualizar o beneficiário facilita o atendimento.

Postal Saúde — Os beneficiários relatam que a enfermeira da equipe costuma tranquilizá-los, uma vez que quando ligam geralmente estão um pouco nervosos. Em que situações isso acontece?

Lais de Jesus — Sempre que a enfermeira identifica essa necessidade, ela precisa tranquilizar o beneficiário, ou o interlocutor. Por exemplo, no caso de uma mãe que liga por algum problema relacionado ao filho. Acalmá-la é importante para que ela consiga compreender corretamente a situação ou o sintoma do filho e, dessa forma, passar as orientações pertinentes.

Postal Saúde — Qual o perfil do usuário do Postal 24h?

Lais de Jesus — Todos os perfis utilizam o serviço, porém os adultos costumam utilizar mais o aplicativo, enquanto os idosos optam mais pelo atendimento telefônico.

Postal Saúde — Em que situações a pessoa deve utilizar o serviço?

Lais de Jesus — Sempre que tiver qualquer dúvida relacionada à saúde ou se estiver apresentando algum sintoma. Temos enfermeiras preparadas e prontas para o atendimento de qualidade, 24 horas por dia, todos os dias da semana.

Por: Comunicação/Postal Saúde

Foto: Arquivo Pessoal

Leia também: Usuários do Postal 24h aprovam atendimento

Leia também: Postal 24h, sua clínica de plantão

Leia também: Entrevista com a médica Renata Zobaran – “Utilizem o Postal 24h sempre que necessário”

Leia também: Postal 24h - orientações que podem salvar vidas