11/09/2018 - 10:00 - Atualizado em 13/09/2018 - 19:23

Programa Saúde da Mulher é bem avaliado por beneficiárias

Uma pesquisa feita para mensurar o nível de satisfação de um grupo de mulheres atendidas revela que cerca de 90% delas estão muito satisfeitas com o acompanhamento


As beneficiárias inscritas no Programa Saúde da Mulher, lançado em março deste ano pela Postal Saúde, avaliam como muito satisfatório o atendimento voltado à prevenção e ao rastreamento do câncer de mama, de colo do útero e das infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). Uma pesquisa feita para mensurar o nível de satisfação de um grupo de mulheres atendidas revela que cerca de 90% delas estão muito satisfeitas com o acompanhamento.

A empregada dos Correios Francinete Casemiro Teixeira, 54 anos (foto), que trabalha no Centro de Tratamento de Cartas (CTC) do Setor de Indústrias e Abastecimento, em Brasília (DF), teve consulta agendada com a ginecologista no mês de agosto e deu nota máxima ao atendimento, numa escala de 0 a 5.


Francinete foi à clínica em companhia da filha Desirée Teixeira Farias, 20 anos, sua dependente no plano de saúde. “Ela também fez a consulta e gostou muito do atendimento”, afirma a beneficiária, que já está divulgando a informação para estimular outras mulheres a participar do programa e realizar os exames preventivos.

“Gostei muito e achei a médica ginecologista atenciosa. Ela passou exames de sangue, além do papanicolau e da mamografia. Acho esse acompanhamento anual necessário para a prevenção dessas doenças, principalmente para quem passou dos 50 anos. Minha nota foi 5 (cinco), atesta a beneficiária.

“Excelente iniciativa”

O mesmo sentimento de satisfação e acolhimento é compartilhado pela beneficiária Maria do Rosário de Sena, 50 anos, lotada no Departamento de Logística no edifício sede dos Correios, na capital federal. Ela conta que quando recebeu a ligação da clínica Caputo para participar do Programa Saúde da Mulher achou a inciativa tão boa que ficou um pouco desconfiada.

Mas ao ser atendida na Clínica Caputo, percebeu que a ação era muito positiva. “Gostei tanto do atendimento quanto do espaço físico da clínica. Acho que o programa deve continuar porque é muito bom”. Segundo ela, no mesmo dia de sua consulta encontrou uma colega dos Correios já aposentada que estava elogiando a excelente iniciativa do programa.

Adesões

A Postal Saúde pretende aumentar o número de adesões ao Programa Saúde da Mulher para beneficiar o maior número possível de mulheres. Por isso, orienta as beneficiárias que receberem a ligação da Clínica Caputo a aceitar a inscrição no programa, que se efetiva com a marcação e a realização da consulta na clínica, com o ginecologista.

Em seguida, são feitos os exames preventivos e de rastreamento do câncer e de doenças sexualmente transmissíveis, considerando a idade e as necessidades clínicas de cada beneficiária. Outra orientação é para que as próprias beneficiárias atuem como multiplicadoras da informação, estimulando suas colegas de trabalho a se inscreverem no programa.

As informações sobre o Programa Saúde da Mulher estão disponíveis no site da Operadora (www.postalsaúde.com.br). No menu “Institucional”, clique em Programas de Saúde, depois em Programa Saúde da Mulher . Nesse espaço, também estão divulgados os telefones de contato da Postal Saúde e da clínica conveniada.

Rastreamento

Os números revelam que, a partir da inserção das mulheres no programa, e após a primeira consulta, 88% realizam os exames. Isso significa dizer que a grande maioria que aceita participar das ações de saúde, e comparece à primeira consulta, não adia e nem recusa a realização dos exames recomendados pela ginecologista nessa primeira consulta.

Outro dado é que, das 125 beneficiárias atendidas, 38 foram encaminhadas para tratamento de outras doenças detectadas no momento da consulta.

Perfil das mulheres

Das mulheres atualmente atendidas pelo Programa Saúde da Mulher , 73 são titulares do plano de saúde, 13 são mães; 5 são filhas e 34 são cônjuges e companheiras.

Com relação à faixa etária, das 125 mulheres inscritas no programa, 39 beneficiárias têm de 60 a 69 anos; 32 entre 50 e 59 anos; 26 estão na faixa de 40 a 49 anos; 18 têm entre 31 e 39 anos; 26 entre 40 e 49 anos; 7 têm de 15 a 25 anos e apenas três estão na faixa de 80 a 89 anos.

Programa Saúde da Mulher em Números

Total de mulheres inscritas: 125
Índice de satisfação: 90%
Taxa de realização de exames citopatológicos para rastreamento do câncer de colo do útero: 88%
Taxa de realização da mamografia da população-alvo inscrita no programa para rastreamento do câncer de mama: 70%
Número de encaminhamentos para tratamento de outras doenças detectadas durante a consulta: 38

Saiba mais

Podem participar do programa mulheres beneficiárias da Postal Saúde com idade igual ou superior a 18 anos. Assim como o programa Saúde em Dia, a ação faz parte dos projetos da Operadora de prevenção de fatores de risco, do diagnóstico precoce e do tratamento de doenças.

As ações têm por objetivo promover a saúde e melhorar a qualidade de vida das beneficiárias. Desde seu lançamento, o Programa Saúde da Mulher funciona como projeto-piloto no Distrito Federal e, posteriormente, será expandido para outras localidades do país.


Leia também:

Beneficiárias do Distrito Federal recebem surpresa agradável do Programa Saúde da Mulher
Perguntas Mais Frequentes (FAQ)


Por: Comunicação/Postal Saúde
Foto: Arquivo pessoal
Imagens: Stock Photos