Central do beneficiário

Evite acidentes com fogueiras e fogos de artifício nas festas juninas

Postado por Arlinda Carvalho em 18 Jun 2019 11:57



Em época de festejos juninos, em que são comuns fogueiras, balões e fogos de artifício, aumenta o número de casos de queimaduras. Para evitar acidentes dessa natureza, deve-se tomar cuidado ao acender a fogueira e ser cauteloso na hora de comprar e soltar fogos de artifício. Caso haja brincadeiras na área da festa,elas devem acontecer longe do fogo. Os adultos devem redobrar o cuidado com as crianças, mantendo-as afastadas do perigo.

Cuidados com os fogos de artifício

Ao comprar fogos de artifício, observe se a loja é autorizada a vender o produto. Para tanto, verifique se o estabelecimento emite nota fiscal de venda

• É imprescindível, ainda, que a caixa do produto traga o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), o que mostra que o objeto passou por análise de segurança

• O manuseio deve ser feito por adultos

• Se a pessoa vai ingerir bebida alcoólica, não deve fazer uso de fogos

• Não reaproveitar os artefatos que não funcionaram e colocá-los em um balde com água para neutralizar a carga explosiva

• Sempre utilizar os fogos em local afastado das pessoas, em áreas abertas e sem fiação elétrica

• Os rojões devem ser usados com um suporte, e não segurados diretamente na mão

• Em casos de eventos pirotécnicos, a apresentação deve ser feita por profissionais


Orientações para acender a fogueira com segurança

• Respeitar uma distância mínima de 50 metros da vegetação e não as acender embaixo ou próximo da rede elétrica

• Limpar o local onde será feita a fogueira e colocar areia entre o solo e troncos

• Evitar brincadeiras perto de fogueiras

• Redobrar o cuidado com as crianças


O que fazer em caso de acidente

Caso haja chamas na pessoa acidentada, a recomendação é para abafar o local, jogar água ou rolar no chão. Após apagada a chama (ou em ausência dela), é necessário resfriar o local queimado com água, proteger com pano limpo e procurar o hospital mais próximo. Outra opção é ligar para o serviço 193 do Corpo de Bombeiros.

Não é aconselhado colocar produtos caseiros ou qualquer medicamento sem prescrição médica. Os acidentes com fogos de artifício, muitas vezes, além da queimadura, causam laceração. Nesses casos, é necessário proteger o local se houver sangramento, fazer a compressão e procurar o hospital rapidamente.

Tipos de queimaduras

As queimaduras são lesões na pele provocadas geralmente pelo calor, mas também podem ser causadas pelo frio, determinados produtos químicos, radiações, eletricidade e até fricções. Podem atingir apenas a camada mais superficial da pele ou a mais profunda, comprometendo também músculos e ossos. Conheça os tipos de lesões que cada uma provoca:

  • Queimaduras de 1º grau

Atingem a camada mais superficial da pele. A lesão em geral apresenta rubor (aspecto avermelhado), calor e é dolorosa.

Nesse caso, faça compressas frias nas primeiras horas após sua ocorrência. Não coloque pasta de dente ou manteiga em nenhuma hipótese. Use óleo mineral ou vaselina líquida para manter a queimadura hidratada; tome analgésico se necessário e use filtro solar.

  • Queimaduras de 2º grau

Geram bolhas e muita dor. As bolhas devem ser drenadas, mas não retiradas, pois servem como curativos biológicos. Mas atenção: O procedimento deve ser realizado por um médico. Após o rompimento das bolhas, o curativo deve ser feito com sulfadiazina de prata ou nitrato de cério. O local deve ser higienizado com água corrente e clorexitina. Após a cicatrização, use filtro solar para evitar manchas.

  • Queimaduras de 2º grau profundas

São menos dolorosas. As bolhas são brancas e secas. O tratamento é semelhante ao da queimadura de 3º grau.

  • Queimaduras de 3º grau

Apesar de acometerem todas as camadas da pele, são indolores. Podem atingir os músculos e causar deformidades graves. Na maioria das vezes, há necessidade de internação hospitalar, pois em geral causam manifestações sistêmicas, como desequilíbrio dos níveis de sódio, potássio e cálcio, além de desidratação. Muitas vezes é preciso retirar os tecidos necrosados e realizar limpeza e enxertos.

Caso atinjam regiões como rosto, mãos, genitália, pés e vias aéreas superiores ou forem causadas por fontes elétricas, procure imediatamente um serviço de emergência hospitalar.


Por: Comunicação/Postal Saúde
Fotos: Stock Photos
Fontes:

Agência Brasília
Link: https://www.agenciabrasilia.df.gov.br/2018/05/31/f...

Site: Dr. Drauzio Varella
Link: http://staging.drauziovarella.nousk.com.br/clinica...

Postal Saúde se prepara para gestão de riscos

Postado por Pollyana Gadelha em 17 Jun 2019 16:16

Antes mesmo que a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) estimulasse a adoção de boas práticas de governança corporativa nos planos de saúde por meio da resolução nº 443/19, a Postal Saúde já estudava como criar uma área responsável pelo gerenciamento de riscos como parte do seu Planejamento Estratégico 2018-2020. Assim, a Operadora implantou a Gerência de Compliance, Riscos e Controle Interno (GECRI). A nova área iniciou as atividades em fevereiro deste ano e é responsável por conduzir as atividades de gerenciamento de riscos e controles internos da Operadora, das recomendações de auditoria dos Correios, da auditoria independente e do programa de integridade.

Criação da GECRI

A ideia da implantação da GECRI começou em dezembro de 2017. A partir de janeiro do ano seguinte foram iniciados os estudos para criar a gerência. Assim, a Postal Saúde começou a fazer benchmark - que é buscar as melhores práticas para uma determinada área - com outras empresas que já tinham gestão de riscos. Foram consultados, por exemplo, o Banco Cooperativo do Brasil S.A. (Bancoob), os Correios, a Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil (CASSI), a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e a Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Unafisco Saúde).

A partir da troca de experiências com as diferentes entidades e estudos de leis e normas sobre o tema, foi possível encontrar as ferramentas mais adequadas para desenvolver a gerência. Assim, a GECRI iniciou suas atividades em janeiro de 2019 com uma equipe formada por profissionais generalistas das áreas de saúde, contábil e administrativa.

Próximos passos

Para que o processo de gerenciamento de riscos possa ser aplicado em todos os níveis da Postal Saúde - estratégico, tático e operacional e ser parte integrante dos processos – a gerência de riscos aprovará em junho de 2019 o normativo Manual de Gestão de Riscos e Controles Internos. Na próxima etapa, a GECRI vai trabalhar no desenvolvimento de documentos e do painel de gestão, que serão a base para a aplicação da metodologia de gerenciamento de riscos na operadora. Além disso, a gerência vai aplicar seu projeto piloto no processo de regulação, que envolve análises para autorização de procedimentos assistenciais com ou sem Órteses, Próteses e Materiais Especiais (OPME).

Saiba mais

Compliance

O termo compliance vem do verbo inglês to comply, que significa agir de acordo com uma regra, comando ou um pedido. Estar em compliance no ambiente corporativo significa atender a exigências e diretrizes estabelecidas em normativos internos, regulamentos e legislação na execução das atividades de um processo ou na conduta profissional.

Riscos

Fato que pode influenciar no alcance dos objetivos estratégicos de modo positivo, negativo ou ambos.

Gestão de Risco

Conjunto de ações conduzidas pelos órgãos de governança, administração e demais profissionais da operadora para o alcance dos objetivos estratégicos, eficiência nas operações e melhoria de desempenho dos processos, governança e reputação.

Gerenciamento de Risco

Processo cíclico, sistêmico e contínuo, que possibilita a identificação, avaliação, planejamento do tratamento e monitoramento de riscos, no sentido de fornecer segurança razoável ao atingimento dos objetivos da Operadora.

Controles internos

Conjunto de métodos e medidas coordenados, aplicados a uma empresa em forma de procedimentos, atividades, normas e objetivos que se efetivos, proporcionam maior confiança nas informações e proteção seus valores.


Por: Comunicação/Postal Saúde
Fonte:: Gerência de Compliance, Riscos e Controle Interno (GECRI)/Postal Saúde
Foto: Stock Photos

​Comunicado sobre o expediente da Postal Saúde amanhã (14/6)

Postado por Arlinda Carvalho em 13 Jun 2019 17:36


Prezados beneficiários e prestadores de serviços,

Informamos que a Postal Saúde terá o expediente normal amanhã (14/6).

Caso alguma filial da Operadora nos estados necessite, por algum motivo, reduzir o atendimento — em virtude da greve geral anunciada — , comunicaremos no "Quadro de Avisos", localizado na página principal do nosso site.

Agradecemos a atenção.

Postal Saúde. Sua vida, nossa existência.



​Boletos dos empregados afastados – competência maio de 2019

Postado por Pollyana Gadelha em 11 Jun 2019 18:00

calendario-boleto-val.jpg

A Postal Saúde esclarece que o boleto para pagamento da mensalidade e coparticipação da competência de maio de 2019, já está disponível no site da Operadora.

Assim, clique aqui para acessar a 2ª via do boleto ou acesse o aplicativo da Postal Saúde. Se preferir, o documento poderá ser solicitado na unidade da Postal Saúde em seu estado.

O boleto físico recebido por meio dos Correios, ou a 2ª via retirada no site, podem ser pagos até o último dia útil do mês, de acordo com as instruções bancárias no corpo do documento.

Como o modelo do boleto está passando por ajustes para facilitar a forma de visualização, a composição do valor de cobrança, que mostra os valores da mensalidade e da coparticipação, apareceu incompleta no boleto. Porém, destacamos que o valor total apresentado está correto.

Estamos à disposição para esclarecimentos pela Central de Atendimento ao Beneficiário (0800 888 8116) ou em nossos escritórios estaduais.

Postal Saúde. Sua vida, nossa existência.


Baixe o APP da Postal Saúde

Para sua comodidade e praticidade, baixe o aplicativo da Postal Saúde no seu aparelho celular. O APP está disponível para androides e iPhones. Para baixá-lo, vá nas lojas do Google Play ou da Apple Store. Depois, é só usufruir da praticidade que a ferramenta oferece.

Nota veiculada no Primeira Hora dos Correios - Mediação do Plano Família

Postado por Wagner Fechine em 11 Jun 2019 17:35

01-correiossaude-nova-marca-degrade.png

Nota veiculada no informativo interno Primeira Hora dos Correios, de 11 de junho de 2019:

Mediação do Plano Família

No dia 6 de junho, o Tribunal Superior do Trabalho concluiu a primeira etapa do processo de mediação do Plano Família, que envolve os pais dos empregados dos Correios. Como resultado, a equipe técnica do TST emitiu relatório contendo os cenários do plano de saúde da empresa. Os Correios e as federações têm até 14 de junho para analisar este relatório, podendo contar com o auxílio de reuniões a serem conduzidas e designadas pela vice-presidência do Tribunal.

A última etapa do processo de mediação do Plano Família está prevista para ocorrer entre 17 e 21 de junho, período voltado à construção das propostas. O resultado será divulgado aos empregados por meio dos veículos oficiais dos Correios. É importante esclarecer que os canais de atendimento ao beneficiário da Postal Saúde não têm informações sobre o assunto.


Fonte: Informativo interno Primeira Hora dos Correios, de 11 de junho de 2019.

​Postal Saúde reduz em 30,3% o número de NIPs

Postado por Wagner Fechine em 07 Jun 2019 16:06

Com meta “NIP zero”, a Postal Saúde já colhe os resultados do trabalho sistemático que vem realizando para aprimorar o atendimento ao beneficiário e reduzir cada vez mais a quantidade de reclamações (Notificações de Intermediação Preliminar - NIPs) registradas na Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

No ano de 2018, a média mensal era de 107 NIPs. Com o trabalho de acolhimento ao beneficiário iniciado em janeiro de 2019, os resultados positivos já refletiram, no mês de maio de 2019, uma redução de 30,3% do número de reclamações, que baixou de 79 para 55, na comparação com o mês de abril de 2019.

Esse resultado positivo de redução das NIPs está associado a uma série de medidas pontuais adotadas pela Postal Saúde para alcançar a meta estipulada. “Quero agradecer a cada empregado pelo empenho e comprometimento em melhor atender o beneficiário. Muitas ações foram feitas e outras precisam ser aprimoradas, mas esse resultado mostra que estamos no caminho certo”, afirmou o presidente da Postal Saúde, Ariovaldo Câmara.

Ele acrescentou que melhorar o atendimento e aumentar a satisfação dos beneficiários são metas constantes da Operadora e que a redução de NIPs é consequência do intenso trabalho que vem sendo feito, nesse sentido, com a mobilização e o envolvimento de todas as áreas.

Foco na melhoria do atendimento

“A Postal Saúde está com todo o foco no melhor atendimento aos beneficiários. Estamos atentos a qualquer situação que possa gerar insatisfação e, consequentemente, a abertura de NIP na ANS”, reafirmou Ariovaldo.

Para fortalecer e unificar ainda mais essa estratégia, a Diretoria-Executiva mobilizou os gerentes regionais, que desempenham um importante papel de acolhimento quando o beneficiário busca a Postal Saúde em seu estado para solicitar alguma informação ou resolver um problema.

“Os escritórios da Postal Saúde nos estados são fundamentais para o aprimoramento de cada um dos processos internos”, explica Ariovaldo, que em maio realizou uma videoconferência com os 12 gerentes regionais da Operadora.

Uma das ações pontuais estabelecidas para controlar a quantidade de NIPs ficará a cargo da Gerência de Regulação da Postal Saúde. A área emitirá diariamente um relatório de senhas em aberto que precisam de atuação das regionais, bem como das senhas negadas, para que a Operadora possa atuar tempestivamente, tendo como foco o acolhimento do beneficiário e a garantia do atendimento na rede credenciada.

Essas e várias outras medidas, que fazem parte do plano de contingência para redução de NIPs, estão sendo acompanhadas de perto pela Diretoria-Executiva, com reuniões semanais e balanços sistemáticos diários dos resultados.

Canais de comunicação

Vale registrar que o volume de reclamações representa 0,043% dos 290 mil atendimentos mensais feitos por meio dos canais de comunicação da Postal Saúde, que estão de braços abertos para receber os cerca de 360 mil beneficiários do plano de saúde.

Os titulares e dependentes têm à sua disposição três canais de comunicação direta com a Operadora: a Central de Atendimento ao Beneficiário (que atende pelo 0800 888 8116), a Ouvidoria e os 28 escritórios da Postal Saúde nos estados.

Assim, se você é beneficiário e precisa resolver algum problema, não hesite em entrar em contato com sua Operadora por um desses canais de atendimento.

E se o seu problema não for resolvido nem pelo 0800 nem pelo escritório da Postal Saúde em seu estado, você pode recorrer à Ouvidoria, um canal de segunda instância que está preparado para oferecer uma resposta rápida e conclusiva. Os serviços do órgão estão em constante aprimoramento para melhor acolhê-lo.


Baixe o APP da Postal Saúde

Para sua comodidade e praticidade, baixe o aplicativo da Postal Saúde no seu aparelho celular. O APP está disponível para androides e iPhones. Para baixá-lo, acesse as lojas do Google Play ou da Apple Store. Depois, é só usufruir da praticidade que a ferramenta oferece.

1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9