Central do beneficiário

Boletos dos aposentados – Competência novembro 2019

Postado por Arlinda Carvalho em 11 Dec 2019 18:27


Lembramos que os boletos dos aposentados, referentes à competência novembro/2019, com vencimento em 10/12/2019, estão disponíveis no site da Operadora desde o dia 1º de dezembro para emissão.

Como de praxe, o pagamento pode ser feito até o último dia útil do mês, sem acréscimo de encargos, de acordo com as instruções bancárias no corpo do documento.

A Postal Saúde também envia o boleto (no mesmo formato da 2ª via retirada no site) para as residências dos aposentados.

Neste mês, em decorrência de contratempos no processo de envio, houve atraso na entrega dos documentos. Por isso, orientamos os beneficiários para que retirem a segunda via no site ou solicitem o documento à Filial da Postal Saúde.

Clique aqui para acessar a 2ª via do boleto ou, se preferir, utilize o aplicativo da Postal Saúde no seu celular.


Confira aqui os endereços das filiais para solicitar a 2ª via do boleto.


Em caso de dúvidas, o aposentado também pode entrar em contato com a Central de Atendimento ao Beneficiário, pelo serviço 0800 888 8116.





Boletos dos empregados afastados – Competência novembro 2019

Postado por Arlinda Carvalho em 11 Dec 2019 16:00




Informamos que os boletos dos empregados afastados, referentes a novembro de 2019, já estão disponíveis no site da Operadora. Lembramos que a data de vencimento é dia 20 de cada mês, porém os boletos podem ser pagos até o último dia útil do mês, conforme instruções bancárias no corpo do documento.


Clique aqui para acessar a 2ª via do boleto ou acesse o aplicativo da Postal Saúde.


Se preferir, o documento poderá ser solicitado na filial da Postal Saúde mais pertinho de você. Clique no link ao lado para buscar a sua filial. Postal Saúde nos estados.


Estamos à disposição por meio da Central de Atendimento ao Beneficiário (0800 888 8116).


Postal Saúde. Sua vida, nossa existência.





Unfollow terapêutico: uma limpeza nas redes sociais e na percepção sobre seu corpo

Postado por Arlinda Carvalho em 10 Dec 2019 18:09


Alguma vez você já se sentiu desconfortável com a sua aparência? Provavelmente a resposta seja sim! Mas quem nunca passou por isso, né? Antigamente eram as revistas de beleza as vilãs. Hoje, seu “inimigo” pode estar no celular: a distorção que as redes sociais provocam.

Segundo Monique Pimentel, psicóloga organizacional da Maternidade Escola Januário Cicco, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e vinculada à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), esse é um tema bem relevante, atual e alvo de pesquisas. “Alguns estudos já mostraram que a percepção das mulheres sobre a própria aparência é afetada após interagir virtualmente, comprometendo assim sua autoimagem”, comenta.

Mas o importante é lembrar que: a diferença entre o remédio e o veneno está na dose. Basta uma porção de senso crítico e de sabedoria para filtrar os benefícios que esses meios podem oferecer. A rede social precisa ser uma aliada do seu bem-estar e não do seu adoecimento.

A sua autoestima começa a ser construída já na infância

A psicóloga explica: durante a infância, você é como uma pequena pedra preciosa esperando para ser lapidada. A construção da autoimagem começa justamente nessa época e é influenciada por aquilo que é absorvido a partir das vivências, frustrações e interações com outras pessoas.

A autoestima também começa a ser construída nessa fase e, por isso, Monique lembra da importância de não expor as crianças tão cedo às redes sociais. “Elas ainda não têm muita criticidade para discernir o que pode ser benéfico ou não. Além de ocasionar outras consequências, como dificuldade de interação social e o contato com conteúdos impróprios”, lembra a especialista.

Não dá para padronizar. Os corpos são diferentes!

Desejar alcançar uma imagem que não condiz com a realidade é o mesmo que buscar um objetivo impossível. E essa atitude provoca conflitos internos, que impactam na sua autoestima. Pode reparar como isso acontece, principalmente, quando você se depara com fotos de corpos esculturais que são publicadas frequentemente nas redes sociais.

A insatisfação com a aparência pode levar a procedimentos cirúrgicos desnecessários e, na pior das hipóteses, aos transtornos e distúrbios alimentares. A psicóloga ensina que o transtorno dismórfico corporal (TDC) é uma condição psicológica que se caracteriza pela preocupação excessiva com a aparência. Segundo o Blog da Saúde, quem vive com dismorfia tem uma autoimagem distorcida do real.

Nesses casos, as pessoas costumam buscar defeitos em qualquer parte do corpo e colocar um foco muito grande nisso, mesmo sendo algo imperceptível aos olhos dos outros. Antes de se comparar, é preciso entender que muita coisa influencia na composição do seu corpo, como a alimentação, a genética, o estilo de vida, a rotina, a idade e o gênero.

Todo dia um profissional virtual diferente

Basta dar uma olhada rápida nas redes sociais e você vai encontrar várias sugestões de dietas, remédios, alimentos e exercícios milagrosos que prometem uma perda de peso com rapidez. A sensação é de que existe uma receita pronta para alcançar aquele corpo dos sonhos. Monique lembra que tanto as atividades físicas quanto as dietas devem ser orientadas por profissionais adequados.

“O que serve para mim pode não servir para você ou até trazer prejuízos para sua saúde, ocasionando lesões ou até problemas mais sérios, comprometendo o funcionamento do organismo, chegando a acarretar patologias”, afirma.

O ritmo de vida de algumas pessoas é quase impossível de seguir

Para a grande maioria das pessoas, falta o tempo e até mesmo o investimento necessário para seguir uma vida considerada fitness. Acontece que, nas redes sociais, somos o tempo todo bombardeados por dicas, receitas de profissionais ultraespecializados (e outros nem tanto), procedimentos e tantos outros conteúdos que nos fazem questionar a própria vida.

O maior risco disso é desejar algo que muitas vezes é irreal, pois trata-se de uma realidade editada. Aí da altura do seu smartphone, você não consegue ver os bastidores das postagens. Portanto, é importante entender que você não cabe em um feed. A sua vida é muito mais complexa do que isso, e não ter uma realidade parecida com a da blogueira não te faz pior, mas apenas diferente.

Você pode estar baseando suas emoções nos likes

Receber elogio é bom e todo mundo gosta, mas na era das redes sociais, o reconhecimento ganhou outro nome: likes. Mas como essa palavrinha tão pequena consegue causar tanto? A psicóloga Monique explica que as pessoas hoje em dia estão regrando suas emoções pela quantidade de curtidas que recebem.

Nesse sentido, ela conta que já se fala em Transtorno de Dependência de Internet (TDI), que se caracteriza pela incapacidade de controlar o próprio uso. “Essa busca incessante por curtidas e reconhecimento gera ansiedade e dependência”, complementa.

Para ela, a melhor estratégia para driblar esse comportamento é se conscientizar de que mais importante que um “like virtual” são as relações reais, os sentimentos envolvidos e que ultrapassam as telas. “Nada se compara a um bom papo, olho no olho, com elogios tecidos verbalmente, presencialmente, quando a gente sente, olha, presencia e vive aqueles momentos”, completa.

O autoconhecimento é o caminho

A interação com outras pessoas é inevitável e necessária. Somos seres sociáveis! O problema começa quando esse relacionamento interpessoal está, em grande parte, baseado no mundo virtual.

Nota da Postal Saúde: *O termo unfollow é o antônimo do follow, que significa literalmente “seguir”, em português, e que possui o sentido de “adicionar”.


Por: Comunicação/Postal Saúde
Fonte: Ministério da Saúde
Foto: 123 RF

​Postal Saúde encerra com sucesso campanha Novembro Azul nos estados

Postado por Arlinda Carvalho em 04 Dec 2019 19:31


A Postal Saúde, em parceria com os Correios e com prestadores credenciados, encerrou mais uma campanha do Novembro Azul. Foi um mês inteiro dedicado à divulgação de conteúdos informativos com o objetivo de conscientizar os homens sobre a importância da prevenção do câncer de próstata e dos cuidados com a saúde. As atividades aconteceram em todo o país.

Na filial de São Paulo Metropolitana (foto abaixo), houve uma palestra alertando os homens sobre a necessidade de realizar exames periódicos para evitar o surgimento do câncer. O evento contou com a colaboração da clínica parceira Oncológica Serviços Médicos. A Filial já está preparando, também em parceria com os Correios, o cronograma para a campanha de 2020.

Na Bahia, a palestra foi feita em parceria com a clínica Clivale, também abordando a prevenção, os cuidados com a saúde do homem e a importância dos hábitos saudáveis, como boa alimentação, prática de exercícios físicos e controle do estresse.

No Distrito Federal, além da palestra com foco na prevenção do câncer de próstata, os beneficiários foram atendidos em Brasília com vários serviços de saúde: aferição da pressão arterial, teste de glicemia, exames de tonometria (para aferir a pressão intraocular), oximetria (para aferir a saturação do oxigênio no sangue), bioimpedância (para identificar a composição corporal – quantidade de água, gordura e massa magra de uma pessoa). E também se beneficiaram com a auriculoterapia (tratamento que estimula os pontos de acupuntura localizados na orelha).

No Pará, o local escolhido para as atividades foi o CEE (Centro de Entrega de Encomendas) dos Correios em Belém, pois é lá onde fica a maior concentração de atividades operacionais dos Correios no estado, além de possuir o maior quantitativo de empregados homens. Foi oferecida uma palestra e uma roda de debate sobre prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer de próstata, em parceria com o Hospital HSM, da Rede Credenciada da Postal Saúde.

No dia 27 de novembro, a filial do Maranhão (foto de abertura) realizou, com o hospital credenciado São Domingos, duas palestras sobre o câncer de próstata e a saúde do homem em geral. Ao todo, 60 empregados dos Correios participaram dos dois eventos, que ocorreram nos Centros de Distribuição Domiciliar (CDDs) Bequimão e Ribamar, em São Luís.

Já no Rio de Janeiro, a campanha movimentou o CTO (Centro de Transporte Operacional) dos Correios em Niteroi. No dia 27 de novembro, houve uma palestra sobre o câncer de próstata, em parceria com o projeto Viva Melhor, dos Correios. Na oportunidade, a Postal Saúde orientou os beneficiários sobre a inclusão de filhos recém-nascidos, adotivos e novo cônjuge no plano de saúde. Os beneficiários aproveitaram também para fazer a atualização dos dados cadastrais e tirar dúvidas sobre assuntos diversos relacionados ao plano de saúde.


Em outros estados, as equipes marcaram a ação vestindo-se de azul e portando o laço azul símbolo da campanha. Na sede, em Brasília, a equipe de Comunicação publicou matérias sobre o assunto no site da Operadora e preparou o vídeo Novembro Azul: Liberte-se do Preconceito. O conteúdo foi enviado aos beneficiários, por meio dos Correios e das entidades representativas, bem como para os empregados da Postal Saúde.



Por: Comunicação/Postal Saúde
Fonte e fotos: Filiais da Postal Saúde nos estados






Saiba por que é importante atualizar seus dados cadastrais

Postado por Arlinda Carvalho em 04 Dec 2019 12:03



Se você é beneficiário do plano de saúde e mudou de endereço, trocou o número do telefone ou e-mail ou registrou qualquer outra alteração nos seus dados pessoais, comunique à Postal Saúde para que as equipes responsáveis pelo Cadastro possam atualizar essas informações e inseri-las no sistema.


Os dados pessoais são uma espécie de “DNA” do beneficiário e permitem que a Postal Saúde, além de manter em dia a comunicação com seus beneficiários, cumpra as exigências dos órgãos reguladores com relação aos serviços prestados pela Operadora.


A atualização cadastral é, portanto, imprescindível para que a Postal Saúde possa informar tempestivamente aos beneficiários sobre possíveis mudanças ou novidades no plano de saúde, contribuindo para a qualidade e a eficiência da comunicação.


Regulamento do plano

O Capítulo 7 do Regulamento do Plano CorreiosSaúde II também trata da “Atualização Cadastral dos Beneficiários Titulares e Dependentes”.

Com o cadastro atualizado, o beneficiário poderá receber em seu endereço comunicados e informações importantes sobre o plano de saúde, ser convidado, se elegível, para participar dos programas de saúde e de qualidade de vida desenvolvidos pela Operadora, entre outros benefícios.

Uma situação comum enfrentada pela Operadora, por exemplo, é a dificuldade de localizar os aposentados desligados dos Correios que não atualizam seus dados na Postal Saúde.

Dados pessoais obrigatórios

Os dados pessoais obrigatórios que devem estar sempre atualizados na ficha cadastral do beneficiário são: Data de nascimento, CPF, CNS (Cartão Nacional de Saúde-SUS), endereço residencial, telefones de contato e e-mail.

Nos casos de dependentes menores de idade, é importante informar o número do CPF, apesar da não obrigatoriedade do órgão regulador.

Como atualizar seus dados

A atualização cadastral pode ser realizada nos seguintes canais:

Filiais da Postal Saúde nos estados Clique no link e encontre a unidade mais próxima de sua localidade. Postal Saúde nos estados

Central de Atendimento ao Beneficiário – 0800 888 8116 (para atualização de endereço, telefone e e-mail)

Caixa Postal 9555 CEP 70.040-976, Brasília-DF, para envio à Postal Saúde da documentação comprobatória e do Formulário de Cadastro/Atualização Cadastral.


Vantagens para o beneficiário

Manter os dados atualizados no cadastro da Postal Saúde traz várias vantagens para o beneficiário. Confira alguma delas:

  • Receber as informações sobre seu plano de saúde;
  • Acompanhar as solicitações ou os procedimentos de autorização da Operadora;
  • Ter segurança de que será atendido pelo plano de saúde (conforme Regulamento do Plano, o benefício pode ser suspenso por falta de atualização dos dados pessoais obrigatórios);
  • Ser cobrado com o valor adequado da coparticipação (no caso dos dos beneficiários aposentados, por exemplo, são utilizados os valores dos benefícios INSS e Postalis (quando há) para o cálculo da coparticipação. A atualização desses valores permite que não ocorra nenhuma cobrança indevida.
  • Estreitar a comunicação com a Postal Saúde.

    Agora que você já sabe como manter seus dados atualizados, siga-nos nas redes sociais. Junte-se a nós no Instagram no Facebook e no canal do YouTube.

    Postal Saúde. Sua vida, nossa existência.

Por: Comunicação/Postal Saúde
Foto: 123 RF



​Cinco atitudes simples que você pode ter neste Natal para tornar o mundo melhor

Postado por Arlinda Carvalho em 02 Dec 2019 18:12


Para os cristãos, o nascimento do menino Jesus é repleto de atos de generosidade: o amor do Pai, que doa seu Filho para salvar a humanidade; a lealdade de Maria e José, que aceitam a belíssima missão de trazerem ao mundo o Filho de Deus que se fez Homem; os reis magos, que guiados por uma estrela brilhante levam ouro, incenso e mirra para o recém-nascido; e o próprio Jesus, que nasceu com a missão de se tornar o Mestre e Salvador.

Por isso, costuma-se dizer que o Natal é época de renovação. Época de agradecer a Deus pela criação, pelo milagre da vida, por sermos dotados com a incrível capacidade de amar e criar. Época de nos reconhecermos como irmãos e filhos de uma única raça — habitantes de um lindo planeta azul chamado Terra.

Neste Natal, a Postal Saúde tem um convite especial para fazer: vamos devolver a generosidade que a vida nos concede a cada instante, fazendo com que esse milagre se reflita em nossas escolhas e em nossas ações? São pequenas atitudes que, assimiladas como hábitos, ajudam a transformar o mundo.

Confira cinco ações de generosidade que cada um pode colocar em prática para espalhar alegria e fazer alguém mais feliz:

1. Doe roupas e brinquedos em bom estado para famílias e crianças carentes

São várias instituições como colégios, centros religiosos e organizações filantrópicas que recolhem doações para distribuir entre famílias necessitadas. Faça uma pesquisa e descubra em seu bairro ou em sua cidade quais entidades podem receber doações. E lembre-se: envolva as crianças e os adolescentes nessa ação. Assim, eles aprenderão a ser altruístas, a desenvolver o olhar para o outro, o que fará muita diferença na formação de suas personalidades como seres humanos e cidadãos do bem. Lembremos que o futuro da humanidade depende desses jovens em formação, os adultos de amanhã.

2. Visite um lar infantil ou um lar de idosos

Essa é uma boa forma de levar amor e carinho para quem precisa e, dessa forma, retribuir à vida tudo de bom que ela lhe proporciona, a começar pelo seu lar, na companhia daqueles que você ama.

3. Cultive bons pensamentos

O mundo precisa de boas vibrações. Apenas com esse hábito, você ajuda a mudar a atmosfera do seu ambiente de trabalho ou do seu lar ou de qualquer outro lugar. O pensamento no bem, no amor e na paz são centelhas de luz que partem do seu íntimo para o mundo exterior. Pesquisas científicas já comprovam os efeitos do pensamento na saúde física e mental.

4. Seja voluntário em alguma instituição

Doe seu talento e seu amor por causas nobres que ajudam a tornar o mundo melhor, um mundo mais humano e mais feliz que todos nós desejamos. Quem pratica voluntariado costuma dizer: o bem que a gente faz acaba retornando para nós mesmos.

5. Compartilhe iniciativas inovadoras que inspirem outras pessoas

Há muita gente generosa fazendo boas ações nos quatro cantos do planeta. Compartilhe essas iniciativas com outras pessoas e seja você mesmo a semente boa a frutificar em solo fértil ações de bondade, de amor e de paz. Faça parte dessa corrente do bem!

Desejamos a todos um Natal Feliz, repleto de generosidade e um Ano Novo com muitas alegrias, mantendo acesa a chama da esperança e convertendo em AMOR esse milagre chamado VIDA!!

Boas Festas!


Por: Comunicação/Postal Saúde
Fonte: Comunicação/Postal Saúde
Foto: 123 RF


1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9