18/07/2019 - 10:12 - Atualizado em 18/07/2019 - 10:12

Atendimentos de urgência e de emergência são iguais?

Entenda os conceitos


Termos como procedimento eletivo, urgência e emergência podem parecer semelhantes, mas além de serem conceitos diferentes têm até mesmo uma legislação específica, a lei 9.656/98, que regulamenta os planos de saúde. A diferença entre os conceitos estabelece inclusive o prazo no qual um paciente deve ser atendido.

Afinal, qual é a diferença entre atendimento de urgência, emergência e eletivo?

Emergência

De acordo com a lei nº 9.656/98, casos de emergência são aqueles em que há risco imediato de morte ou de lesões irreparáveis para o paciente, que deve ser atendido em regime de prioridade. Por exemplo, um infarto do coração.

Urgência

Os casos de urgência são aqueles resultantes de acidentes pessoais, como uma fratura causada por uma queda, ou de complicações na gravidez e que exige atendimento em curto espaço de tempo, sem colocar em risco a sua vida.

Eletivo

Eletivo é o termo usado para designar procedimentos médicos não considerados de urgência ou emergência e que são, geralmente, programados. Podem ser considerados eletivos, por exemplo, consultas e exames.

Ainda tem dúvidas? Assista ao vídeo:



Baixe o APP da Postal Saúde

Para sua comodidade e praticidade, baixe o aplicativo da Postal Saúde no seu aparelho celular. O APP está disponível para androides e iPhones. Para baixá-lo, acesse as lojas do Google Play ou da Apple Store. Depois, é só usufruir da praticidade que a ferramenta oferece.